sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Um deus antigo

Quando ele aponta no calendário é um alvoroço. Mulheres de todas as cores e curvas o saúdam como um Deus antigo. Influenciadas por um poder maior que a nossa compreensão, elas ousam e exibem marcas na pele que tiram do prumo até mesmo o mais blasé dos olhares. Postura, corpo e sorriso ganham novas dimensões. Quadris requebram, decotes se pronunciam, ombros e coxas se revelam sem pudores, culpa ou timidez. Mas que entidade é essa que proporciona tão adorável e sensual transformação? Que coisa ou criatura seria capaz de provocar tanta devoção e entrega? Elas o chamam carinhosamente de VERÃO.

Agradecimentos: Bia, Mari, Renata e Sama.

Créditos (sentido horário): Leandro Mendes, Fábio Pinheiro, Andrey Lourenço e Bárbara de Melo.

4 comentários:

Debora disse...

O verão.. A melhor desculpa pros menores biquínis e as maiores loucuras.. ;)

Julia disse...

Verão é bom demais!!

Jopz_B1B disse...

O texto está ÓTIMO, mas bom mesmo é o INVERNO.

JOPZ (DISCÍPULO DO FRIO)

Gourmet Literário disse...

O verão, palavra mágica que carrega lindas lembranças. Abraços Marcelo.