terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Diário de Bordo


Foto: Uliana Fechine

Foi preciso alguém gritar “solta as amarras!” para ela finalmente entender que era hora de levantar âncora e explorar novos portos. Começou pelos inseguros. Afinal, de previsibilidade já bastava aquela rotina massacrante, o percurso para o trabalho, a sequência de exercícios na academia e o alface na salada. Por que se contentar com a ilhota ao lado se a embarcação tinha autonomia para chegar ao continente? Aqui do farol eu vejo suas manobras. Algumas cheias de ousadia, graça e sensibilidade, outras na base da força e perseverança. Não vou questionar o poeta, eu sei que navegar é preciso. Mas tão importante quanto isso é manter o leme firme e possuir um coração disposto a cometer (sempre que necessário) desatinos em nome de uma boa aventura.

12 comentários:

disse...

"Afinal, de previsibilidade já bastava aquela rotina massacrante, o percurso para o trabalho, a sequência de exercícios na academia e o alface na salada"

Eu me identifiquei com o texto!!!

Posso roubar uma frase? Adorei essa: "Por que se contentar com a ilhota ao lado se a embarcação tinha autonomia para chegar ao continente?"

beijos

Jopz_B1B disse...

Mais uma vez muito bom.
Eu kurti o final...

" possuir um coração disposto a cometer desatinos em nome de uma boa aventura "

PERFEITO!

Uli... disse...

LINDO... LINDO... LINDO... Assim vc me mata de emoção, Amigo Panela!!!!!
Vc fez mais que somente usar uma imagem minha... Me identifiquei com o texto inteiro!!
MUITO OBRIGADA!!
E VIVA A ARTE!!

Uli...

Júlia disse...

Panela,

Você continua nos traduzindo muito bem.

Amei o texto!

Beijos e saudades.

Debora disse...

perfect! :)

Sandra disse...

Panelinha...massa demais, perfeito demais, lindo demais!
=)

Luciana Luz disse...

SOU EU!!!! identificação total, pois venho escrevendo meu diário de bordo há alguns anos.
Beijo, saudades.

moviposi disse...

"..era hora de levantar âncora e explorar novos portos".. "..de previsibilidade já bastava aquela rotina ".. "...possuir um coração disposto a cometer (sempre que necessário) desatinos em nome de uma boa aventura......." poeta, este texto pede continuação, uma trilogia no mínimo!! heheh

Sara disse...

E eu (também) me encontrando em uma linha e outra!

"O leme firme e um coração disposto a cometer (sempre que necessário) desatinos em nome de uma boa aventura." Perfeito!

Beijo.

Lá e de volta outra vez... disse...

Me identifiquei, ó!
Bjooo, Panela!

Livia Cavalcanti disse...

Parece q as pessoas vivem em eternos esconderijos de si mesmos...ocultos...sei lá....todo mundo se identifica sempre com textos desse tipo....que levantam a dicotomia entre liberdade e prisões...

SEi lá...

Janaína disse...

Olha, tem um monte de gente se identificando com o texto... mas como ele foi lançado na internet, no dia 18 de janeiro e este dia é meu, A IDENTIFICAÇÃO É MINHA! =) E não se fala mais nisso.